Em plena crise climática e ambiental

Banquete da Terra - Denise Milan

Em plena crise climática e ambiental, descubro que a Fondazione Berengo escolheu um trabalho meu para falar da urgência de nos alinharmos coletivamente e tomarmos consciência do nosso papel como seres imersos na Natureza. Earth Banquet, foi a proposta que levei como artista convidada para a Glasstress 2019, em Murano. O post da Fondazione me lembra de forma tão contundente que lá ou aqui, nossos problemas têm escala global e que essas afinidades podem ser nossa força.

E por falar em afinidades, o Museu Nacional da República, graças à uma parceria entre a Fundação Bienal e a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), vai exibir a Ilha Brasilis, obra que fiz para a 33ª Bienal de São Paulo – Afinidades afetivas. Itinerâncias, é o nome tão significativo que essa iniciativa recebeu. A exposição vai do dia 29 de agosto ao dia 13 de outubro. Mas no dia 30 de agosto vou estar lá em uma mesa redonda, falando, claro, da Ilha Brasilis, da Linguagem da Pedra e de como os fenômenos que ocorrem no interior do planeta podem servir como metáforas para o nosso próprio desenvolvimento, além de propor significados e caminhos para a humanidade nestes tempos tão difíceis!
Espero você lá para um café!
Logo aí embaixo você encontra mais informações sobre a exposição no Museu da República e a Fondazione Berengo. Dá uma lida!

Serviço
Itinerâncias – 33ª Bienal de São Paulo
Data: de 29 de agosto a 13 de outubro
Complexo Cultural da República – Esplanada dos Ministérios
Terça a domingo, de 9h às 18h30
Entrada gratuita

Leia mais

http://glasstress.org/my-product/milan-denise/

https://www.facebook.com/fondazioneberengo/

https://www.agenciabrasilia.df.gov.br/2019/08/19/museu-da-republica-recebe-mostra-itinerante-da-33a-bienal-de-sao-paulo/

Glasstress 2019

A Glasstress é uma tradicional mostra que acontece paralelamente à Bienal de Veneza. Esse ano, a mostra abre dia 9, junto com a 58o. edição da Bienal e vai reunir artistas contemporâneos como Ai Weiwei, Tony Cragg, Carlos Garaicoa e Saint Clair Cemin, todos convidados para explorar as infinitas possibilidades criativas do vidro. Vik Muniz e Koen Banmechelen, os curadores da exposição, me chamaram para participar. Então, minha obra, Banquete da Terra, que integrou a exposição individual orDeNAção, na Galeria Lume, em São Paulo, com curadoria de Marcello Dantas, também vai estar na lá Grasstress.

A instalação Banquete da Terra foi criada a partir de fragmentos de vidro e outros minerais dispostos sobre uma mesa, como se fossem pratos postos para uma refeição. Por que colocar esses elementos em cima da mesa? Acho que é um convite para degustar os minerais, mastigar nossas origens, digerir esses conhecimentos e transformar radicalmente a percepção que temos da Natureza.

Se for à Bienal de Veneza, passe pela Grasstress. São 196 super artistas ocupados em responder à pergunta dos curadores: como o vidro redefine sua percepção do espaço. E o espaço? Um antigo forno de vidro abandonado na Ilha de Murano. Show!

 

GLASSTRESS 2019

Local: Berengo Art Space Foundation

Endereço: Campiello Della Pescheria, Murano

De 9 de maio a 24 de novembro

Oficial site: Glasstress.org

 

Forno de Murano – Photographer: Dennis Jarvis (CC BY-SA 2.0)

Espetáculo da Terra na 33a Bienal de São Paulo

 

Mais de 1000 crianças e adolescentes foram visitar a instalação “Ilha Brasilis”, na BIENAL! Nem é possível expressar a emoção desses dois dias intensos, com os ônibus carregando pequenos grupos para que todos e cada um pudessem experimentar uma verdadeira intimidade com as pedras. Essas crianças da comunidade de Heliópolis vêm participando do projeto de arte-educação Espetáculo da Terra, desde o início. De certa forma, a visita, muito mais do que uma novidade é um reconhecimento. Nunca nada semelhante havia sido feito na Bienal de São Paulo, tanto em função do número de crianças como pela complexidade logística.

Estou muito orgulhosa dessas vidas preciosas e de seu olhar curioso e atento!

 

Isso só foi possível graças aos parceiros e apoiadores do projeto neste ano.

 

Realização

Denise Milan Produções Artísticas

UNAS Heliópolis e Região

 

Parceria

33ª Bienal de São Paulo

Avante – O Coletivo

 

Apoio

Verane Murad

Prefeitura de São Paulo – Assistência e Desenvolvimento Social

Apresentação no MIT – Instituto de Tecnologia de Massachusetts

Denise Milan – MIT – Massachusetts Institute of Technology

Fiz uma apresentação no MIT – Instituto de Tecnologia de Massachusetts, no workshop de percepção da cor, do cientista e autor do livro “A Beautiful Question” Frank Wilczek.

Denise Milan – MIT – Massachusetts Institute of Technology

Denise Milan – MIT – Massachusetts Institute of Technology

Denise Milan – MIT – Massachusetts Institute of Technology

Denise Milan – MIT – Massachusetts Institute of Technology

33 Bienal de São Paulo – Curadoria Gabriel Perez-Barreiro – sobre a instalação de Denise Milan

 

33 Bienal de São Paulo – Curador Gabriel Perez-Barreiro
Artista: Denise Milan

Dirigido e Editado por James Choi

Fotos cortesia de Thomas Susemihl
Drone cortesia de Beto Albertin
Cena do por-do-sol cortesia de Fabio Knoll

Musica “Portland”
Escrito por Marshall Usinger
Performance: Be Still The Earth

Abertura Individual Galeria Lume e participação na 33ª Bienal de São Paulo

O Avesso – obra de Denise Milan, Galeria Lume – SP

 

Amigos, a partir de hoje meu trabalho com as pedras estará sendo exposto em dois endereços de São Paulo: na Galeria Lume e na 33ª Bienal de São Paulo.
A exposição individual orDeNAção: o DNA da pedra, com a curadoria de Marcello Dantas, estreia amanhã na  Galeria Lume. Lá vou mostrar 19 trabalhos recentes e inéditos que. de certa forma, compõem uma síntese destes anos de observação e experimentação com as pedras. Em comum, o fato de toda criação começar sempre com a observação da Natureza. A partir daí, e sigo em busca de uma linguagem simbólica que nos reconecte com a nossa condição de filhos da Terra.
O convite de Gabriel Pérez-Barreiro para integrar a 33a Bienal de São Paulo, cujo tema é Afinidades afetivas, vocês podem imaginar, me encheu de alegria! O projeto vai ocupar parte do terceiro andar da mostra. É uma instalação com cristais que possuem formas estranhamente humanas e foram essas semelhanças improváveis e belas que me vincularam a esses ‘entes pétreos’ desde o início: por meio deles, é possível construir uma narrativa que nos revela e nos insere num cenário maior e mais significativo. A linguagem das pedras é uma metáfora da nossa jornada de (re)conhecimento na direção de um novo vínculo com o planeta que habitamos e que, de muitas formas, também nos habita.

Ficarei feliz de compartilhar essas visões com você! Aparece lá!

orDeNAção: o DNA da pedra, individual de Denise Milan
Local: Galeria Lume
Abertura: 4 de setembro (quarta-feira), a partir das 19h
Período expositivo: de 5 de setembro a 10 de novembro
Endereço: Rua Gumercindo Saraiva, 54 – Jardim Europa, São Paulo
Visitação: de segunda a sexta-feira, das 10h às 19h | sábados, das 11h às 15h
Telefone: (11) 4883-0351 

33ª Bienal de São Paulo – Afinidades afetivas
De 7 de setembro a 9 de dezembro de 2018
Local: Pavilhão Ciccillo Matarazzo, Parque Ibirapuera

Diálogo das Civilizações 2018

Amigos, estou participando da organização do Diálogo das Civilizações, um evento mais do que oportuno no momento em que vivemos e que busca construir pontes de entendimento entre as culturas que nasceram e se construíram ao redor do Mediterrâneo.

A ideia é encontrar formas colaborativas de proteger valores essenciais para nossa civilização e promover encontros entre o pensamento do Ocidente e do Oriente.

O Mediterrâneo entre o Ocidente e o Oriente: formação cultural e história do mundo será o tema das próximas conferências que vão acontecer aqui em São Paulo, no dia 15, das 14h às 17h, na Biblioteca Mario de Andrade. Trouxemos o professor Dr. Edward Alam, da Notre Dame University, recentemente nomeado pelo Papa Francisco Consultor no Pontifical Council for Culture, além do professor Dr. Youssef Rahmed, do Cedars Institute do Líbano, entidade dedicada à promoção e ao fomento do diálogo intercultural.

Neste momento em que as ameaças à paz andam bombando nas manchetes dos jornais, vale a pena entender melhor as relações que norteiam o mundo em que vivemos. Venha participar.

 

Biblioteca Mario de Andrade
dia 15, das 14h às 17h
Gratuito
R. da Consolação, 94 – Consolação, São Paulo